quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O cavaleiro e a princesa



O cavaleiro disse a donzela:
Não temais...
Teu amor virá!
Deixe-me ir construir nosso castelo
Um forte,
E uma muralha...

Deixe-me ir além
Lutar contra os dragões da vida,
Matá-los com minha espada,
Para oferecer-te a vitória com amor
E trazer comigo o teu porto seguro.

Oh doce donzela...
Depois disso serás por tempo,
Pequeno que seja,
Minha princesa...
Aí, então, pedirei tua mão,
Para que te tornes
Depois de tudo
(Eternamente),
A minha rainha...

(Rodolpho Moraes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário